5 curiosidades que você precisa conhecer da franquia Fallout

Fallout é uma das franquias de maiores sucesso no mundo dos games, amada por nerds ao redor do mundo e com elementos que revolucionaram a jogabilidade e a história dos RPG digitais. São 18 anos e 8 jogos lançados, 4 na timeline do jogo e 4 alternativos.

O universo pós apocalíptico construído tem uma complexidade incrível e, se você começou agora a explorar o universo gamer, não pode deixar de jogar esse clássico.

Seja você um novato ou um veterano pertencente à PC master race, esse artigo é de leitura indispensável: vamos contar um pouco da história da franquia Fallout, em 5 curiosidades essenciais para todo nerd saber de cor.

Vamos lá?

1. Infinitas customizações

A história de Fallout é a seguinte: em 2077 uma guerra nuclear entre Estados Unidos e China devastou a terra, e praticamente só sobreviveu quem estava nos vaults, abrigos anti radiação em que alguns experimentos estranhos foram feitos. Você precisa agora sobreviver no universo pós-guerra.

Ok, o plot pós-apocalíptico pode estar meio gasto mas a estética é meio retrofuturista, ou seja, o que o pessoal dos anos 50 e 60 achava que seria o futuro. Legal, né? Além disso, os personagens são extremamente customizados e não é só na aparência: 18 critérios de personalidade e habilidade são definidos pelo jogador.

A personalização não para aí: os finais e caminhos no jogo também variam conforme suas escolhas vão acontecendo e você tem plena liberdade para tomar decisões criativas e procurar soluções pouco convencionais.

2. Censura na Austrália

Em 2008, o Departamento de Classificação de Filmes e Literatura da Austrália considerou Fallout 3 inadequado para ser comercializado e, por isso, o baniu das lojas do país. O motivo? Bom, segundo o órgão, o jogo incentivava o uso de drogas.

Tudo isso porque os chems, itens que conferiam força e energia para o personagem, tinham representações de seringas, pílulas, cachimbo e tabletes, o que poderia sugerir um conteúdo ilegal nesses boosts.

3. Troca-troca de produtoras

Fallout é, de fato, um sucesso mas não é por causa de uma produtora só: durante sua história, passou nas mãos de duas desenvolvedoras começando com a Interplay, na subdivisão Black Isle Studios, em 1997 para, a partir do segundo jogo ser produzido pela Bethesda, para depois voltar novamente para as mãos da primeira.

4. Easter Eggs

Além da jogabilidade imersiva e os personagens complexos, outro fator que garantiu o sucesso de Fallout foi os diversos easter eggs espalhados pelo jogo, com referências bem nerds.

Um dos melhores é a aparição, em Fallout 2, de uma ossada de baleia com algumas flores em volta. Faz sentido para você? Se não, nos deixe refrescar sua memória: essa é uma referência ao Guia do Mochileiro das Galáxias, em que há uma passagem que o Gerador de Improbabilidade Infinita transforma os mísseis disparados contra os protagonistas em uma baleia cachalote e algumas petúnias.

Outra aparição célebre é um dos brinquedos de Toy Story: o macaco com pratos. Mas chega de spoiler! A graça dos easter eggs de Fallout é justamente a surpresa no meio do jogo.

5. Prêmios

A franquia Fallout é reconhecida não só pelos fãs: seus atores de voz e o próprio jogo recebeu diversas premiações ao longo de seus 18 anos de existência. O último foi o Jogo do Ano para Fallout 4, na premiação equivalente ao Oscar dos games, o Dice.

Para você ter uma ideia da relevância, a franquia foi inserida no hall da fama dos jogos pela Computer Gaming World, GameSpot, GameSpy e IGN.

Ficou alguma dúvida de que você precisa jogar pelo menos algum jogo da franquia Fallout?

Mas antes de correr para a Steam, aproveite para nos seguir no FacebookYoutube e Instagram, para receber sempre mais conteúdos sobre cultura gamer e nerd!